quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Quando o adversario péde pra morrer tem que matar.

É muito bonito ver aquele toque de bola do Figueira,mas tem horas que passa do ponto,no jogo de ontem se o time tivesse acelerado um pouco e fosse mais objetivo teria resolvido o jogo no primeiro tempo.

O Figueira tem que ser mais cruél,quando o adversario estiver pedindo para morrer,tem que matar,ou então póde acontecer o que aconteceu ontem,perdemos para um quase morto.

O nosso grande Wilson ontem começou a fazer cera muito cedo e foi castigado com aquela lambança,o futebol não permite desligamentos temporarios e falta de atenção.

Quem na minha opinião jogou bem ontem foi o Jeovanio e ainda foi premiado com um gol.

Os resultados de ontem foram terriveis para o Figueira,começamos a rodada a tres pontos do quinto colocado e terminamos junto com ele e o sexto,alem disso times que pareciam fóra da briga estão se aproximando,aquela gordurinha que tinhamos de poder perder e não sair do G4 acabou,agora é pressão ou ganha ou sai do grupo dos melhores.

Sobre o Marcio Goiano, acho que estamos pagando o preço da pouca experiencia dele,mas prefiro ele ganhando experiencia do que algumas féras que enterraram o Figueira nos ultimos dois anos,
vou repetir o que sempre falo,precisamos de mais um volante e um meia canhoto que jogue na vertical e que tenha velocidade e que se não for pedir muito saiba bater faltas.

Se sexta feira fizermos o resultado contra o Ipatinga,provavelmente ganharemos um pequena folga na tabela,porque teremos alguns confrontos diretos entre os times que brigam pelo acesso.

Um comentário:

Michel Antonio Vieira disse...

Esse meia que tu pediu, canhoto e que bata bem faltas, nós já temos: Pedro Carmona!

Um abraço!